domingo, 1 de abril de 2007

[ccvf] susana baca substituída pela "cabritinha"

Penso que todos conseguiram perceber, mas mesmo assim prefiro tirar qualquer dúvida: este post é completamente falso, consequência do dia 1 de Abril, o Dia das Mentiras.

O Centro Cultural
Vila Flor cancelou o concerto de Susana Baca, que decorreria no próximo sábado 7 de Abril, e resolveu substituí-lo pela dupla, insólita, Quim Barreiros e Emanuel. Os maiores receios dos bloggers vimaranenses vão concretizar-se. Já há muito que se teme e se discute que o CC Vila Flor não passa de uma sala de espectáculos e, um dia, isto poderia acontecer. Não querendo tirar mérito ao trabalho do Emanuel, esse grande compositor, ou ao Quim Barreiros (o tutor dos estudantes universitários), penso que é um absurdo este tipo de música passar por um sítico como o CC Vila Flor. Imagine-se o espanto dos elitistas espectadores do Guimarães Jazz quando souberem que o espectáculo World Music que iriam ver foi substítuido por um Show Pop Pimba (lhada). Um assunto que irá certamente causar muita discussão, para além do já evidente desagrado evidênciado na cara dos fiéis que saíram da Missa de Ramos da Igreja da Oliveira... Bom Domingo!

A insólita mudança, na página oficial do ccvf, em:
http://www.aoficina.pt/html/modules.php?name=News&file=article&

5 comentários:

josé manuel faria disse...

1º de abril!

.:mÁrCiO:. disse...

Para ser perfeita perfeita perfeita… só se fosse verdade!
Muito bem constituída a noticia e o site “oficialeiro” onde estaria a possível notícia verdadeira!
Parabéns, foi bem conseguido!
Tenho que admitir que, numa primeira instância o meu cérebro ficou surpreendido com a notícia, mas poucos milésimos de segundo depois, veio a terra…

.:mÁrCiO:. disse...

Não sei se é de aceitar este tipo de desafio, pois ainda à poucos dias é que visito o seu blog, mas caso o faça passa pelo meu e faz o "Desafio"!
Espero que aceite...

Alter Ego disse...

Grande malha, ò Spicka!

Aí está o CCVF cumprir o seu desígnio cultural, sem cedências nem ambiguidades. Já não era sem tempo.

Pedro Morgado disse...

1 de Abril! :)