terça-feira, 13 de março de 2007

[obituário] o que se passa em guimarães?

As frases que se seguem são títulos de notícias breves do Guimarães Digital. O que é que se passa em Guimarães? Desde o início do ano, quase todas as semanas, acontece uma ou mais tragédias... Eu sei que isto não tem muito a ver com o que geralmente publico aqui. Mas estou intigado com isto. Será o efeito d' O Comércio de Guimarães, que faz com que cada acontecimento do dia-a-dia seja uma tragédia? Comentem!

Acidente vitimou mortalmente jovem de 17 anos em Brito
13 de Março de 2007

Acidente em Moreira de Cónegos faz um ferido grave e dois ligeiros
11 de Março de 2007

Dois mortos num acidente em Fafe
05 de Março de 2007

Jovem de 16 anos assassinado com 12 facadas em Joane
04 de Março de 2007

PJ investiga morte de septuagenário em Creixomil
21 de Fevereiro de 2007

Vitima de acidente em Ponte residia em Vila Nova de Sande
11 de Fevereiro de 2007

Septuagenária atropelada na Avenida D. Afonso Henriques
29 de Janeiro de 2007

Despiste fatal para três jovens naturais de Guimarães
28 de Janeiro de 2007

Acidente em Urgezes fez um morto
20 de Janeiro de 2007

6 comentários:

Alter Ego disse...

Em Guimarães, não se passa nada de novo. Por aqui, todos os dias se nasce, todos os dias se morre. O problema é de um certo jornalismo de faca e alguidar que faz capas no Comércio de Guimarães e ocupa espaço na sua versão digital (neste caso, a justificação da vontade de vender papel não colhe).

spicka disse...

Hummm... Então eu devo estar a cair no mesmo erro, influênciado pela versão Comércio de Guimarães "mais bonita" e simplificada. Parece é que ainda vou arrumar com este post. Que nem uma hora tem...

spicka disse...

Decidi manter o post, apenas com algumas alterações.

Será que o Comércio de Guimarães está para Guimarães como a TVI está para Portugal?

Ergolas disse...

Comércio de Guimarães, Rádio Santiago e Guimarães Digital pertencem ao mesmo grupo de media.

Mas a crescente violência reportada pelos meios de comunicação social não me parece que seja mentira. Possivelmente são estes acontecimentos que tomaram parte no nosso quotidiano, infelizmente. Lembro-me de há sensivelmente um ano atrás ter havido uma série de suicídios no nosso concelho, e lembro-me da onda de roubos de carros com recurso a armas de fogo que assolou Guimarães há uns tempos. Talvez seja tudo isto uma consequência da elevadíssima taxa de desemprego vivida no concelho, e da falta de policiamente nas freguesias, uma realidade que é preciso remediar. Ou talvez não se deva a nada disto...
Certo é que a GNR não tem efectivos para patrulhar em constante as nossas freguesias, o que não ajuda a combater a criminalidade...

Quanto aos acidentes rodoviários, sempre aconteceram. Talvez por azar se tenham estes sucedido com maior frequência nos últimos tempos...

Francisco Rodrigues disse...

Realmente é estranho haver tantas ocorrências, e por consequências, tantas notícias macabras.

Isabel disse...

Alguém me poderia informar como e onde saber se alguém que conheci, a viver ou que vivia em Guimarães, já faleceu?
Obrigada.